Mais proselitismo - Petrus Romanus: Cardeal italiano Angelo Scola é o favorito na corrida para …
acrvcatolico  12/02/2013 19:16
1. Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele.
2. Então abriu a boca e lhes ensinava, dizendo:
3. Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus!
4. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados!
5. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra!
6. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados!
7. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia!
8. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus!
9. Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!
10. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus!
11. Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim.
12. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Débora <deboradisr@yahoo.com.br>
Data: 12 de fevereiro de 2013 23:08
Assunto: [estudantesdebiblia] Petrus Romanus: Cardeal italiano Angelo Scola é o favorito na corrida para suceder Bento XVI
Para: Estudantes <estudantesdebiblia@yahoogrupos.com.br>

Petrus Romanus: Cardeal italiano Angelo Scola é o favorito na corrida para suceder Bento XVI
Posted in Anticristo, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 12/02/2013

Rate This

A renúncia do Papa Bento XVI desperta, de imediato, especulações sobre quem será o próximo “sucessor do apóstolo Pedro”, líder da Igreja Católica Apostólica Romana. Nas discussões informais em Roma, quem encabeça a lista dos papáveis atualmente é o cardeal italiano Angelo Scola, da arquidiocese de Milão, uma das mais importantes da Itália. A lista dos nomes considerados traz ainda outros representantes da Europa, Canadá, Estados Unidos e também da América Latina – entre eles, o brasileiro Odilo Pedro Scherer arcebispo de São Paulo.
Embora não existam pré-requisitos oficiais para ser um “papabile” (“papável”), há mais de 600 anos eles elegem entre si o novo Papa. Atualmente, existem 119 cardeais eleitores, isto é, com menos de 80 anos e que podem votar. Durante o período de transição, quem administra a Igreja é o colégio de cardeais, especialmente na figura do “camerlengo”, o responsável pelos bens da Cidade do Vaticano. Trata-se do Secretário de Estado, o “número dois” do Vaticano, atualmente o cardeal italiano Tarciso Bertone.
Pela proximidade com o Papa, Bertone é um dos candidatos naturais para suceder Bento XVI, embora neste momento não seja o favorito. Sua função envolve grande autoridade política e diplomática e, por isso, ele conhece bem o funcionamento do Vaticano.
O favorito Angelo Scola, da arquidiocese de Milão, uma das mais importantes da Itália, é especialista em antropologia teológica e muito alinhado a Bento XVI, o que é visto como uma qualidade. Ambos são pensadores católicos. Scola é mais extrovertido e carismático do que Ratzinger. É muito aclamado em Milão e, portanto, está acostumado com multidões.
Seus fãs dizem que Scola mistura a autoconfiança de João Paulo II com a intelectualidade de Bento XVI. Ele tem 71 anos, idade que lhe confere ampla experiência como religioso, bispo e administrador, sinalizando que seu pontificado duraria até 20 anos – seria mais longo do que o de Bento XVI, Papa por apenas sete anos. Porém, é justamente a idade que pode tirar votos de Scola: alguns cardeais querem um papado mais longo.[1]
Profecia de São Malaquias
Para quem acompanha as profecias, esta renúncia não é surpreendente, existe uma profecia dos papas escrita por São Malaquias, onde é relatado cada período e de cada origem ministerial de todos os papas.
Nesta profecia dizia que o papa Bento XVI ficaria pouco tempo no cargo, de fato, ficará 8 anos. A profecia de São Malaquias diz que o Vaticano terá o seu último papa, e este será de origem romana.
Será Ângelo Scola o falso profeta?
Ainda não se sabe sobre quem a fumaça preta e esotérica do Vaticano vai pousar, mas o candidato mais forte ao cargo de líder mundial das religiões do cristo cósmico Baha’u’llah é Ângelo Scola.
Inclinando o seu coração para o reino de Abhá, Ângelo Scola tem se esforçado na criação de um diálogo ecumênico com o islã através do projeto Oasis.
Além disso, Scola possui um brasão radicalmente esotérico. Vamos à uma rápida análise dos símbolos:

O chapéu usado em seu símbolo usa uma espécie de contagem regressiva na seqüência: 5 4 3 2 1, como se estivesse indicando a proximidade do grande dia da revelação.
Abaixo do chapéu temos a cruz de cavaca, artefato mágico usado para dobrar a fé em um rito qualquer, ou seja, esse artefato ajudará ao seu dono a fazer muitos falsos sinais.
Abaixo temos a bandeira de São Jorge, patrono da ordem da Jarreteira britânica. Os descendentes da coroa inglesas são os candidatos mais fortes ao cargo de executivo mundial na ordem de Baha’u’llah. O executivo Mundial reinará ao lado do Papa.
Do lado direito do brasão temos a estrela de oito pontas que está um pouco abaixo de uma cruz tradicional. Isso indica a chegada do oitavo manifestante solar. Observe que a estrela de oito pontas também pode ser encontrada na tumba de Baha’u’llah.
Do lado esquerdo do brasão temos duas bandeiras bancas e um pouco abaixo duas cruzes, isso indica como a besta de dois chifres enganará muitas pessoas se passando por cristãos e por promover a paz global.
Voltando para a cruz que está no topo do barco, ao lado dela temos uma bandeira cortada em três partes para representar o poder que emana do falso profeta e da besta de dois chifres.
São por esses motivos que Scola é um dos candidatos mais fortes para ser o sucessor de Bento, mas isso só o tempo dirá. Afinal, satanás pode ter algum outro preferido no Vaticano.[2]
Bento XVI indica Ângelo Scola para falso profeta
Resumo da notícia: “…Papa Ratzinger indica Angelo Scola como seu sucessor –(…)A fundação e a revista Oasis, desejadas por Scola em Veneza, são há anos o instrumento muito eficaz dessa linha ideológico-pastoral de fôlego “global” mas de evidentes implicações europeias, dada a presença do islã como segunda religião (em expansão demográfica galopante) em todas as grandes metrópoles do velho continente. Só em uma ótica “mesquinha” se pode pensar que, com a investidura de Scola, seguidor do Pe. Giussani, Ratzinger paga a dívida de gratidão para com o Comunhão e Libertação, lobby de reboque da sua eleição.(…) Na realidade, Ratzinger vê em Scola o sucessor capaz de continuar com mais coerência e sucesso do que os outros papáveis o desafio obscurantista da revanche de Deus, sobre as luzes que caracterizam o seu pontificado: intransigência dogmática, “fronte integralista” com o islã, presença decisiva da fé católica na legislação civil, imparcialidade no confronto público com o ateísmo, acompanhados por uma afabilidade pastoral superior à sua…”
Comentário: Ora, qual a serventia daquela encenação do Vaticano em escolher o próximo Papa usando a famosa fumaça preta? A verdade é que por volta do ano de 1929, o mestre da globalização Abdu’l’Bahá (Filho do Cristo Cósmico Baha’u’llah) traçou o perfil do Papa ideal para o reinado do seu pai. O futuro Falso profeta precisa criar uma ponte entre o cristianismo e o islã, tal como o Papa Silvestre II fez.
Inclinando o seu coração para o reino de Abhá, Ângelo Scola tem se esforçado na criação desse diálogo ecumênico com o islã através do projeto Oasis.
Abaixo temos o perfil do futuro Petrus Romanus:
“…Estudante brilhante, obteve o doutorado em Filosofia pela Universidade Católica de Milão, e em Teologia pela Universidade de Friburgo (Suíça), onde também deu aulas. Nomeado por João Paulo II reitor da Universidade Lateranense em 1995, é reconhecido por ter elevado o status acadêmico da instituição durante os seis anos em que ocupou o cargo…”[3]
Referências:
[1] www.correiodeuberlandia.com.br/.../cardeal-italiano-angelo-scola-e-o-favorito-na-corrida-para-suceder-bento-xvi
[2] apocalipsetotal.wordpress.com/.../bento-xvi-desiste-de-ser-o-falso-profeta
[3] apocalipsetotal.wordpress.com/.../bento-xvi-indica-angelo-scola-para-falso-profeta

5 comments

Fim dos Tempos: Papa Bento XVI vai renunciar ao pontificado em 28 de fevereiro
Posted in Anticristo, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 11/02/2013

Rate This

O Papa Bento XVI vai renunciar a seu pontificado em 28 de fevereiro.
Bento XVI anunciou a renúncia pessoalmente, falando em latim, durante o consistório para a canonização de três mártires.
O discurso foi feito entre as 11h30 e 11h40 locais (8h30 e 8h40 do horário brasileiro de verão), segundo o Vaticano..
O Vaticano afirmou que o papado, exercido por Bento XVI desde 2005, vai ficar vago até que o sucessor seja escolhido, o que se espera que ocorra ”o mais rápido possível” e até a Páscoa, segundo o porta-voz Federico Lombardi.
Em comunicado, Bento XVI, que tem 85 anos, afirmou que vai deixar a liderança da Igreja Católica Apostólica Romana devido à idade avançada, por “não ter mais forças” para exercer as obrigações do cargo.
O Vaticano negou que uma doença tenha sido o motivo da renúncia.
O pontífice afirmou que está “totalmente consciente” da gravidade de seu gesto.
“Por essa razão, e bem consciente da seriedade desse ato, com total liberdade declaro que renuncio ao ministério como Bispo de Roma, sucessor de São Pedro”, disse Joseph Ratzinger, segundo comunicado do Vaticano.
28 de fevereiro
O Vaticano afirmou que a renúncia vai se formalizar às 20h locais de 28 de fevereiro (17h do horário brasileiro de verão).
Até lá, o Papa estará “totalmente encarregado” dos assuntos da igreja e irá cumprir os compromissos já agendados.
O novo Papa será escolhido pelo conclave de cardeais, como de costume.[1]
Profecia de São Malaquias
Para quem acompanha as profecias, esta renúncia não é surpreendente, existe uma profecia dos papas escrita por São Malaquias, onde é relatado cada período e de cada origem ministerial de todos os papas.
Nesta profecia dizia que o papa Bento XVI ficaria pouco tempo no cargo, de fato, ficará 8 anos. A profecia de São Malaquias diz que o Vaticano terá o seu último papa, e este será de origem romana.
Profecia dos Papas
É da sua autoria, as Profecias de São Malaquias. Estas foram escritas depois de uma viagem a Roma, onde foi recebido pelo PapaInocêncio II. São compostas por 111 divisas em latim, correspondente a 111 pontificados, a contar do Papa Celestino II até ao último Papa. Foram publicadas pela primeira vez em 1595, na obra Lignum Vitae, pelo chamado Monge de Pádua, que também se intitula profeta e, ao que parece, as teria acrescentado, tais divisas prevêem factos relacionados com cada um dos 111 pontificados (incluindo os 10 pontificados dos antipapas, do século XII a XV). De acordo com as profecias, Bento XVI será o penúltimo Papa da Igreja Católica Romana. Eis as 111 divisas:
Ex Castro Tiberis – Do Castelo do Tibre - Papa Celestino II (1143-1144) – Guido di Castello
Inimicus Expulsus – Inimigos Expulsos - Papa Lúcio II (1144-1145) – Gherardo Caccianemici dell’Orso
De Magnitudine Montis – Procedente de Montemagno - Beato Eugênio III, O.Cist. (1145-1153) – Bernardo Pignatelli
Abbas Suburranus – O Abade de Suburra - Papa Anastácio IV (1153-1154) – Conrado Suburra
De Rure Albo – De um Campo Branco - Papa Adriano IV, O.S.A. (1154-1159) – Nicholas Breakspear
Ex Tetro Carcere – De um Horrível Cárcere - Antipapa Vítor IV, antipapa (1159-1164) – Ottaviano de Monticello
Via Transtibertina – Via Mais Além do Tibre - Antipapa Pascoal III, antipapa (1164-1168) – Guido da Crema
De Pannonia Tusciae – Da Hungria a Toscana - Antipapa Calisto III, antipapa – Jean de Struma
Ex Ansere Custode – Da Guarda do Ganso - Papa Alexandre III (1159-1181) – Rolando Bandinelli
Lux in Ostio – A Luz em Óstia - Papa Lúcio III,'O.Cist. (1181-1185) – Ubaldo Allucingoli
Sus in Cribo – O Porco na Peneira - Papa Urbano III (1185-1187) – Uberto Crivelli
Ensis Laurentii – A Espada de Lourenço - Papa Gregório VIII, O.S.B. (1187) – Alberto de Morra
De Scholia Exiet – Saído de Uma Escola - Papa Clemente III (1187-1191) – Paolo Scolari
De Rure Bovensi – Do Campo dos Bois - Papa Celestino III (1191-1198) – Giacinto Orsini
Comes Signatus – O Conde Assinalado - Papa Inocêncio III (1198-1216) – Giovanni Lotario, Conde de Segni
Canonicus Ex Latere – Canônico do Ladrilho - Papa Honório III (1216-1227) – Cencio Savelli
Avis Ostiensis – A Ave de Óstia - Papa Gregório IX (1227-1241) – Ugolino, Conde de Segni
Leo Sabinus – O Leão Sabino - Papa Celestino IV, O.Cist. (1241) – Godogredo Castiglioni
Comes Laurentius – O Conde de São Lourenço - Papa Inocêncio IV (1243-1254) – Sinibaldo, Conde de Fieschi
Signum Ostiense – O Signo de Óstia - Papa Alexandre IV (1254-1261) – Rinaldo, Conde de Segni
Jerusalem Campaniae – Jerusalém Campânia - Papa Urbano IV (1261-1264) – Jacques Pantaléon
Draco Depressus – O Dragão Arruinado - Papa Clemente IV (1265-1268) – Guy Le Gros Folques
Anguineus Vir – O Homem da Serpente - Beato Gregório X, O.Cist. (1271-1276) – Teobaldi Visconti
Concionator Gallus – O Pregador Francês - Santo Inocêncio V, O.P. (1276) – Pierre de Tarentaise
Bonus Comes – O Bom Conde - Papa Adriano V (1276) – Ottobono, Conde de Frieschi
Piscator Tuscus – O Pescador Toscano - Papa João XXI (1276-1277) – Pedro Julião
Rosa Composita – A Rosa Dissimulada - Papa Nicolau III, O.S.B. (1277-1280) – Giovanni Gaetano Orsini
Ex Telonio Liliacei Martini – Do Tesoureiro de Martinho dos Lírios Martinho IV (1281-1285) – Simon de Brion
Ex Rosa Leonina – Da Rosa Leonina - Papa Honório IV (1285-1287) – Giacomo Savelli
Picus Inter Escas – O Pássaro Entre os Alimentos - Papa Nicolau IV, O.F.M. (1288-1292) – Girolamo Masci
Eremo Celsus – Elevado da Solidão - São Celestino V, O.S.B. (1294) – Pietro da Morrone
Ex Undarum Benedictione – Das Ondas do Benedito - Papa Bonifácio VIII (1294-1303) – Benedetto Caetani
Concionator Patareus – O Pregador de Patara - Beato Bento XI, O.P. (1303-1304) – Niccolò Boccasini
De Faciis Aquitanicis – Das Faixas da Aquitânia - Papa Clemente V (1305-1314) – Bertrand de Got
De Sutore Osseo – Do Sapateiro de Ossa - Papa João XXII (1316-1334) – Jacques Duèse
Corvus Schismaticus – O Corvo Cismático - Nicolau V, antipapa (1328-1330) – Pietro Rainalducci
Abbas Frigidus – Abade Frio - Papa Bento XII, O.Cist. (1334-1342) – Jacques Fournier
Ex Rosa Atrebatensi – Da Rosa dos Atrébates - Papa Clemente VI, O.S.B. (1342-1352) – Pierre Roger
De Montibus Pammachii – O Lutador dos Montes - Papa Inocêncio VI (1352-1362) – Étienne Aubert
Gallus Vicecomes – O Visconde Francês - Papa Urbano V, O.S.B. (1362-1370) – Guillaume de Grimoard
Novus de Virgine Forti – Forte da Virgem Nova - Papa Gregório XI (1370-1378) – Pierre Roger de Beaufort
De Inferno Pregnani – Do Inferno de Prignano - Papa Urbano VI (1378-1389) – Bartolomeo Prignano
De Cruce Apostolica – Da Cruz Apostólica - Clemente VII, antipapa (1378-1394) – Robert de Genève
Cubus de Mixtione – Cubos Sujeitos à Mistura - Papa Bonifácio IX (1389-1404) – Pietro Tomacelli
Luna Cosmedina – A Lua Cosmedina - Bento XIII, antipapa (1394-1423) – Pedro de Luna
De Miliore Sidere – De Uma Estrela Melhor - Inocêncio VII (1404-1406) – Cosimo Migliorati
Nauta de Pontenigro – Marinheiro da Ponte Negra - Gregório XII (1406-1415) – Angelo Correr
Flagellum Solis – O Flagelo do Sol - Alexandre V, O.F.M., antipapa (1409-1410) – Pietro de Candia
Cervus Sirenae – O Cervo da Sereia - João XXIII, antipapa (1410-1414) – Baldassare Cossa
Corona Veli Aurei – A Coroa do Véu de Ouro - Papa Martinho V (1417-1431) – Oddone Colonna
Schisma Barcinonicum – O Cisma de Barcelona - Clemente VIII, antipapa Gil Muñoz
Lupa Caelestina – A Loba Celestina - Papa Eugênio IV, O.S.A. (1431-1447) – Gabriele Condulmer
Amator Crucis – O Amante da Cruz - Félix V, antipapa (1439-1449) – Amadeu VIII de Savóia
De Modicitate Lunae – Da Pequenez da Lua - Papa Nicolau V, O.P. (1447-1455) – Tommaso Parentucelli
Bos Pascens – O Boi que Pasta - Papa Calisto III (1455-1458) – Alfonso Bórgia
De Capra et Albergo – De Cabra e Albergue - Papa Pio II (1458-1464) – Enea Silvio Piccolomini
De Cervo et Leone – Do Cervo e do Leão - Papa Paulo II (1464-1471) – Pietro Barbo
Piscator Minorita – O Pescador Menor - Papa Sisto IV, O.F.M. (1471-1484) – Francesco della Rovere
Praecursor Siciliae – O Precursor da Sicília - Papa Inocêncio VIII (1484-1492) – Giovanni Battista Cibò
Bos Albanus in Portu – Boi de Albano no Porto - Papa Alexandre VI (1492-1503) – Rodrigo de Bórgia
De Parvo Homine – Do Homem Pequeno - Papa Pio III (1503) – Francesco Todeschini
Fructus Jovis Juvabit – O Fruto de Júpiter Comprazerá - Papa Júlio II, O.F.M. (1503-1513) – Giuliano della Rovere
De Craticula Politiana – A Grelha de Poliziano - Papa Leão X (1513-1521) – Giovanni de Medici
Leo Florentius – O Leão de Florença - Papa Adriano VI (1522-1523) – Adriaan Florensz Boeyens
Flos Pilae Aegrae – A Flor das Colunas Vacilantes - Papa Clemente VII (1523-1534) – Giulio de Medici
Hyacinthus Medicorum – O Jacinto dos Médicos - Papa Paulo III (1534-1549) – Alessandro Farnese
De Corona Montana – Da Coroa do Monte - Papa Júlio III (1550-1555) – Giovanni Maria Ciocchi del Monte
Frumentum Floccidum – O Trigo Insignificante - Papa Marcelo II (1555) – Marcello Cervini
De Fide Petri – Da Fé de Pedro - Papa Paulo IV, C.R. (1555-1559) – Gian Pietro Carafa
Aesculapii Pharmacum – O Remédio de Esculápio - Papa Pio IV (1559-1565) – Giovanni Angelo de Medici
Angelus Nemorosus – O Anjo de Bosco - São Pio V, O.P. (1566-1572) – Antonio Ghislieri
Medium Corpus Pilarum – O Corpo no Meio das Esferas - Papa Gregório XIII (1572-1585) – Ugo Boncompagni
Axis in Meditate Signi – O Eixo no Meio do Emblema - Papa Sisto V, O.F.M. Conv. (1585-1590) – Felice Peretti
De Rore Coeli – Do Orvalho do Céu - Papa Urbano VII (1590) – Giambattista Castagna
De Antiquitate Urbis – Da Cidade Antiga - Papa Gregório XIV (1590-1591) – Niccolò Sfondrato
Pia Civitas in Bello – Cidade Piedosa na Guerra - Inocêncio IX (1591) – Giovanni Antonio Facchinetti
Crux Romulea – A Cruz Romana - Papa Clemente VIII (1592-1605) – Ippolito Aldobrandini
Undosus Vir – O Homem Agitado - Papa Leão XI (1605) – Alessandro Ottaviano de Medici
Gens Perversa – Gente Perversa - Papa Paulo V (1605-1621) – Camillo Borghese
In Tribulatione Pacis – Na Tribulação da Paz - Papa Gregório XV (1621-1623) – Alessandro Ludovisi
Lilium et Rosa – O Lírio e a Rosa - Papa Urbano VIII (1623-1644) – Maffeo Barberini
Jucunditas Crucis – A Exaltação da Cruz - Papa Inocêncio X (1644-1655) – Gian Battista Pamphili
Montium Custos – O Guardião dos Montes - Papa Alexandre VII (1655-1667) – Fabio Chigi
Sidus Olorum – A Estrela dos Cisnes - Papa Clemente IX (1667-1669) – Giuglio Rospigliosi
De Flumine Magno – Do Grande Rio - Papa Clemente X (1670-1676) – Emilio Altieri
Bellua Insatiabilis – A Besta Insaciável - Beato Inocêncio XI (1676-1689) – Benedetto Odescalchi
Poenitentia Gloriosa – A Penitência Gloriosa - Papa Alexandre VIII (1689-1691) – Pietro Ottoboni
Rastrum in Porta – O Rastro na Porta - Inocêncio XII (1691-1700) – Antonio Pignatelli
Flores Circumdati – Flores em Círculo - Clemente XI (1700-1721) – Giovanni Francesco Albani
De Bona Religione – De Boa Religião - Inocêncio XIII (1721-1724) – Michelangelo Conti
Miles in Bello – O Soldado no Combate - Bento XIII, O.P. (1724 – 1730) – Piertro Francesco Orsini
Columna Excelsa – A Coluna Elevada - Papa Clemente XII (1730-1740) – Lorenzo Corsini
Animal Rurale – O Animal dos Campos - Bento XIV (1740-1758) – Prospero Lambertini
Rosa Umbriae – A Rosa das Sombras - Papa Clemente XIII (1758-1769) – Carlo Rezzonico
Visus Velox – Visão Veloz - Papa Clemente XIV, O.F.M. Conv. (1769-1774) – Giovanni Vincenzo Antonio Ganganelli
Peregrinus Apostolicus – O Peregrino Apostólico - Papa Pio VI (1775-1799) – Giovanni Angelo Braschi
Aquila Rapax – A Águia Arrebatadora - Papa Pio VII, O.S.B. (1800-1823) – Gregorio Barnaba, Conde de Chiaramonti
Canis et Coluber – O Cão e a Serpente - Papa Leão XII (1823-1829) – Annibale Sermattei della Genga
Vir Religiosus – O Varão Religioso - Papa Pio VIII (1829-1830) – Francesco Saverio, Conde de Castiglioni
De Balneis Etruriae – De Balnes, Etrúria Papa Gregório XVI, O.S.B. Cam. (1831-1846) – Bartolomeo Alberto Cappellari
Crux de Cruce – A Cruz da Cruz - Beato Pio IX, O.F.S. (1846-1878) – Giovanni Maria Mastai Ferretti
Lumen in Caelo – A Estrela no Céu - Papa Leão XIII, O.F.S. (1878-1903) - Leão XIII - Vincenzo Gioacchino Pecci
Ignis Ardens – O Fogo Ardente - São Pio X, O.F.S. (1903-1914) – Giuseppe Sarto
Religio Depopulata – A Religião Despovoada Papa Bento XV, O.F.S. (1914-1922) – Giacomo della Chiesa
Fides Intrepida – A Fé Intrépida - Papa Pio XI, O.F.S. (1922 -1939) – Achille Ratti
Pastor Angelicus – O Pastor Angelical - Papa Pio XII, O.P. (1939-1958) – Eugenio Paccelli
Pastor et Nauta – Pastor e Navegante - Beato João XXIII, O.F.S. (1958-1963) – Angelo Giuseppe Roncalli
Flos Florum – A Flor das Flores - Papa Paulo VI, O.F.S. (1963-1978) – Giovanni Battista Enrico Antonio Maria Montini
De Medietate Lunae – Da Metade da Lua - Papa João Paulo I (1978) – Albino Luciani
De Labore Solis – Do Trabalho do Sol - Beato João Paulo II (1978-2005) – Karol Jozef Wojtyla
De Gloria Olivae – Da Glória da Oliveira - Papa Bento XVI (2005-2013) Joseph Alois Ratzinger
Petrus Romanus – Pedro Romano - Papa Pedro II
O último Papa
Sobre o Papa que virá depois de Bento XVI, São Malaquias disse:
In persecutione extrema S.R.E. sedebit Petrus Romanus,
qui pascet oves in multis tribulationibus,
quibus transactis civitas septicollis diruetur,
et Iudex tremêndus iudicabit populum suum.
Finis.
O que pode ser traduzido por:
Na perseguição final à sagrada Igreja Romana reinará Pedro Romano,
que alimentará o seu rebanho entre muitas turbulências,
sendo que então, a cidade das sete colinas (Roma) será destruída
e o formidável juíz julgará o seu povo.
Fim. [2]

__._,_.___
| através de email | Responder através da web | Adicionar um novo tópico
Mensagens neste tópico (1)

ATIVIDADE NOS ÚLTIMOS DIAS:
Novos usuários 3
Visite seu Grupo

Trocar para: Só Texto, Resenha DiáriaSair do grupoTermos de uso

.

__,_._,___