Language
Clicks
116
pt.news

Francisco Tenta Vender Heresia como "Magistério Autêntico"

Acta Apostolicae Sedis, o boletim oficial da Santa Sé, não só publicou a provação de papa Francisco a uma interpretação herética de Amoris Laetitia, mas até a categoriza como "magistério autêntico".

A carta privada de Francisco é agora promovida ao status de "Carta Apostólica" e inclui um rescrito de junho de 2017 pelo secretário de Estado, o cardeal Pietro Parolin. O edito declara que ambos os documentos - as linhas-guia heréticas dos bispos de Buenos Aires e a carta de aprovação de Francisco - possuem características de um "autêntico magistério". O termo "autêntico magistério" está vinculado, no cânon 752 do Direito Canônico, a uma "submissão religiosa do intelecto e da vontade".

O "autêntico magistério" de Francisco contradiz diretamente o "autêntico Magistério" do catecismo, que afirma, no número 1650, "por fidelidade à palavra de Jesus Cristo", que uma nova união de católicos divorciados e casados novamente "não pode ser reconhecida como válida, se o primeiro Matrimônio foi válido.". E: "Se os divorciados se casam civilmente, ficam numa situação objetivamente contrária à lei de Deus."

Fotografia: © Jeffrey Bruno, CC BY-NC-ND, #newsQaifhxsstz