Idioma
Cliques
69
pt.news 1 1

Novos fatos de jornalista pró-Francisco apoiam Viganò

Bento XVI pediu ao cardeal McCarrick, em 2007, que se retirasse da cena pública por causa de sua história de abusos homossexuais, segundo Andrea Tornielli, jornalista do tribunal do Papa Francisco. McCarrick se aposentou em 2006 como arcebispo de Washington.

Tornielli escreve em LaStampa.it (10 de setembro) que Bento XVI pediu a McCarrick para viver em oração e "manter discrição ".

O então Núncio norte-americano, Pietro Sambi, informou McCarrick diversas vezes sobre essa decisão, sem dar ordens formais ou impor sanções. McCarrick nunca se retirou para oração e silêncio.

Tornielli usa essas informações para minar a credibilidade do arcebispo Viganò, que afirmou que Bento XVI sancionou McCarrick apenas em 2009 ou 2010.

Mas Tornielli erra o alvo, porque permanece o fato de que Francisco, sabendo dos abusos, reabilitou McCarrick, fez dele um coroador de reis para bispos pró-gays e o enviou para dar palestra em todo o mundo.

Fotografia: © Mazur/catholicnews.org.uk, CC BY-NC-SA, #newsEqzydaonse
Escreva um comentário