Idioma
Cliques
58
pt.news

Cardeal Cupich mente em público: chama Amoris Laetitia de "revolucionária"

Em um discurso em Cambridge - Inglaterra (9 de fevereiro), o cardeal de Chicago Blase Cupich, afirmou que os dois Sínodos da Família (2014, 2015), votaram para todas as propostas com uma maioria de 2/3 e, na maioria dos casos, quase unanimemente.

Na verdade, a controversa proposta-chave relativa à Comunhão para os adúlteros não obteve a maioria necessária (2/3) em outubro de 2014. Não obstante, Papa Francisco insistiu em manter no documento do sínodo a proposta rejeitada.

Em outubro de 2015, o voto dos Padres Sinodais pediu a "possibilidade de uma maior participação" de divorciados que casaram novamente na vida da Igreja, mas não se mencionava dar a a eles a Sagrada Comunhão.

Cupich acrescentou que Papa Francisco ofereceu, em Amoris Laetitia, "um novo caminho", chamando isso de "uma importante mudança na nossa abordagem ministerial, que não é nada menos que revolucionária."

Fotografia: Blase Cupich, © Goat_Girl, Flickr, CC BY-SA, #newsYprumnzlib
Escreva um comentário