Clicks120
pt.news

Documento do Sínodo Pan-Amazônico é "apostasia", "herege" - cardeal Brandmüller

O Sínodo Pan-Amazônico visa principalmente em abolir o celibato e introduzir o "sacerdócio" feminino", começando com "diaconisas", escreve o cardeal Walter Brandmüller, de 90 anos, em Kath.net (27 de junho).

De acordo com Brandmüller, o documento de trabalho implica a autodestruição da Igreja ou a sua transformação em uma ONG secular com um mandato ecológico-social-psicológico.

Brandmüller critica a avaliação positiva de religiões pagãs, incluindo um diálogo proposto com espíritos [demônios].

Ele ressalta um ataque na estrutura hierárquica-sacramental como o documento mira em reconsiderar a conexão entre Ordens Sagradas e o poder de governo (jurisdição).

O cardeal observa que o documento começa com um imanente entendimento de religião e considera a religião como resultado e expressão da experiência espiritual de um homem.

Brandmüller qualifica o documento como "apostasia", pois questiona e interpreta mal a Revelação Divina, e é "herege" porque contradiz o ensinamento da Igreja em questões cruciais.

Fotografia: Walter Brandmüller, #newsBqggcsvuzl