Idioma
Cliques
137
pt.news

Cardeal Parolin é "o único candidato" [dos liberais] para suceder Francisco

O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, é "mais poderoso do que nunca", escreve Sandro Magister.

Magister afirma em seu blog (14 de janeiro) que Parolin estava envolvido pessoalmente na polêmica remoção de Matthew Festing como Grão-Mestre da Soberana Ordem Militar de Malta. Mas Parolin evita estar no centro das atenções e deixa o "trabalho sujo" para outros, como o seu vice, o arcebispo Angelo Giovanni Becciu. Parolin voa "tão alto que parece ser o único candidato para suceder Francisco, com chances reais de ser eleito papa", escreve Magister.

Ele menciona outros dois cardeais-chave neste pontificado, ambos ex-diplomatas, Lorenzo Baldisseri, secretário geral do Sínodo dos Bispos e Beniamino Stella, Prefeito da Congregação para o Clero.

Magister os considera subalternos, "sem nenhuma competência específica" e "executores perfeitamente obedientes da vontade de Francisco". Segundo ele, eles querem manipular as coisas na direção predeterminada por Francisco, "desde a Comunhão para os divorciados que casaram novamente até a ordenação dos sacerdotes casados".

Fotografia: Pietro Parolin, © Osservatore, CC BY-SA, #newsDhxdeppxbp
pt.news mencionou esta publicação em Dinheiro foi a razão pela qual Francisco descreditou o Grão-Mestre da Ordem de Malta.