Clicks77
pt.news

Terapia ocupacional: Vaticano ataca [de faz de conta?] Sínodo alemão

Um Sínodo projetado e organizado pelos bispos alemães e considerado por eles "vinculativo" não tem validade eclesiológica, escreveu em 4 de setembro o cardeal Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos, em uma carta enviada ao cardeal de Munique, Reinhard Marx.

Ouellet salienta que esse Sínodo não pode mudar o ensino e a disciplina da Igreja universal, informa o site CatholicNewsAgency.com (12 de setembro).

O Vaticano acrescentou uma avaliação canônica assinada pelo arcebispo Filippo Iannone, chefe do Pontifício Conselho para Textos Legislativos do Vaticano.

Iannone explica que o Sínodo viola as normas canônicas, porque os temas previstos - "moralidade sexual", "forma de vida sacerdotal", "mulheres nos ministérios da Igreja" - afetam a Igreja universal

Segundo ele, este não é - como alegado pelos alemães - um Sínodo sobre temas pastorais regionais, mas uma espécie de concílio particular, que é ilegítimo, porque não tem a aprovação do Vaticano.

No entanto, a experiência mostra que os ricos bispos alemães não têm motivos para levar a sério essas declarações, porque os burocratas do Vaticano são conhecidos por mudar de opinião, assim como outras pessoas trocam de roupa.

Fotografia: Marc Ouellet, #newsAsccqmtouj