Idioma
Cliques
91
pt.news

Francisco quer “acordo unânime” sobre a Comunhão Protestante

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, o arcebispo Luis Ladaria, recebeu em 3 de maio uma delegação de bispos alemães para falar sobre a Comunhão aos protestantes.

O cardeal de Munique, Reinhard Marx, o cardeal de Colônia, Reiner Maria Woelki, e outros quatro bispos alemães faziam parte da delegação. Também estavam presentes no encontro o cardeal Kurt Koch, nascido na Suíça, e dois prelados alemães.

Nem Ladaria, nem os alemães, nem o Papa receberam qualquer autorização de Deus para introduzir a Comunhão aos protestantes.

Na tarde do mesmo dia, a Conferência Episcopal Alemã emitiu um comunicado à imprensa dizendo que o Papa Francisco quer um “acordo unânime” em relação a este sacrilégio.

A Igreja alemã, uma das igrejas locais mais decadentes do mundo, distribui a Comunhão aos protestantes há décadas. Portanto, a presente discussão é sobre sancionar um abuso que continuará sendo um abuso e um sacrilégio, Francisco concordando ou não.

Fotografia: © Mazur, catholicnews.org.uk CC BY-NC-SA, #newsPfcdaegihq