Idioma
Cliques
53
pt.news 1

McCarrick renuncia ao seu cardinalato - castigado com reclusão, oração e penitência

O Papa Francisco aceitou a renúncia do cardeal de Washington, Theodore McCarrick, de 88 anos, do Colégio de Cardeais, devido a acusações de abuso homossexual.

Ao mesmo tempo, Francisco o suspendeu como bispo e o orientou a viver em reclusão, oração e penitência "até a completude do processo canônico", o qual ainda não começou.

McCarrick apresentou a sua carta de renúncia na tarde de sexta-feira.

O jesuíta francês, Louis Billot, foi o último cardeal cuja renúncia de seu ofício foi aceita, em setembro de 1927, devido a ações controversas de Pio XI contra a Action Française.

Damian Thompson ressalta que a "mudança histórica" em fazer pessoas-chave da Igreja enfrentarem as consequências de suas ações "tem mais a ver com o New York Times do que com o novo espírito de reforma". Prelados liberais geralmente protegem uns aos outros.

Os problemas homossexuais de McCarrick não eram nenhum mistério. Antes de João Paulo II promovê-lo a Washington, um grupo de leigos viajou a Roma a fim de convencer o Papa a não ir adiante com a sua nomeação.

Fotografia: Theodore McCarrick, © U.S. Institute of Peace, CC BY-NC, #newsWwuvzfzkzp