Clicks237
pt.news

Francisco, um rígido modernista, vê "rigidez" em todos os lugares

"Eu não tenho medo dos cismas. Rezo para que isso não aconteça", afirmou Papa Francisco durante uma coletiva de imprensa no dia 10 de setembro, no voo de Madagascar a Roma.

Quando foi questionado se teme um cisma nos Estados Unidos, onde é frequentemente criticado, Francisco respondeu que as críticas não vêm apenas da América, mas "de todos os lugares".

Em seguida, ele atacou dizendo que houve "muitos cismas na Igreja" e que sempre há a "opção cismática" que "não é cristã". Ele admitiu que "as ideologias entram na doutrina" e depois "existe a possibilidade de um cisma". A contaminação com as ideologias parece ser um grande problema do magistério de Francisco.

Quando se trata de criticar o Papa, continuou, "dizendo o que você não gosta, escrevendo um artigo e pedindo uma resposta, isso é "leal" [uma palavra derivada do francês "loi", que significa "lei"]. Em vez disso, expressar uma crítica "sem diálogo", sem querer uma resposta, "não é amar a Igreja". Até agora, Francisco recusou o diálogo com os cardeais das Dubia.

Querer "mudar o Papa", segundo Francisco, produz "um cisma". É notável que Francisco discuta em um nível meramente sociológico sem referir à verdade.

Ele se defendeu declarando que fala [apenas] sobre questões sociais o mesmo que João Paulo II. "Mas alguns dizem: 'Este Papa é muito comunista'".

Logo, falou sobre uma "moralidade seca" que supostamente é imposta aos católicos [por quem?]. Francisco disse que isso leva à "rigidez" e lamentou que "hoje temos muitas escolas de rigidez" dentro da Igreja [o que não pode ser verdade, porque a Igreja de Francisco está cheia de escândalos morais].

Mas, para Francisco, levar a moralidade a sério é "semi-cismático" e "terminará mal". Portanto, Francisco continuou reclamando contra aqueles que são "rígidos": "Quando você vê cristãos, bispos, sacerdotes [rígidos], por trás de tudo isso, há problemas. Não há a santidade do evangelho. "O próprio Francisco é um modernista rígido.

#newsTgqntxmaex