언어
클릭 수
353
sergio velloso

PARA NÃO DIZEREM QUE INVENTAMOS...

PARA NÃO DIZEREM QUE INVENTAMOS...

17 NOVEMBRO, 2015

Profetismo dos infernos.

– Engajamento por um Brasil melhor, “Igreja em saída”, participação ativa nas questões sociais pelo bem do povo, ser fermento na massa…

Você está cansado de ouvir esses jargões na sua paróquia, nas chatérrimas Campanhas da Fraternidade, nos inúmeros folhetos e livretos da CNBB (que ninguém lê), não é mesmo?

Quando se trata dos quilombolas, das demarcações de terras indígenas, da reforma política e do fim de financiamento privado das campanhas eleitorais, você sempre verá a CNBB atuante, unida a outros grupelhos de esquerda para impor sua agenda.



Mas…

Quando convidado nominalmente para debater, na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, a inclusão da “Ideologia de Gênero e Orientação Sexual” na pauta de nossas escolas,



Dom Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB

(perdido entre guevaristas na foto — posteriormente editada pela CNBB),

Simplesmente não foi.

Nem mandou representantes.

Nada.

A CNBB não fez nada.

Absolutamente nada.

Necas de pitibiriba.

Nadica de nada.

Não deu para encaixar na agenda!

É possível que bem no dia houvesse uma reunião sobre esgoto a ser tratado na próxima Campanha da Fraternidade. Já as excluídas e periféricas famílias católicas, que esperavam de seus pastores uma atuação firme sobre um assunto tão candente… bem, deixa pra lá!

댓글 쓰기…