Clicks78
pt.news

Francisco usa diabo para expulsar o diabo gay

O arcebispo de Malta, Charles Scicluna, está sendo criticado por promover o vício homossexual, escreve NCRegister.com (17 de março).

O padre Kevin Schembri aparece na TV de Malta dizendo às pessoas que o vício gay foi "criado por Deus", que é "parte do plano dele", que homossexuais "não precisam mudar", porque eles estariam "machucando a si mesmos", e que a fornicação homossexual é tão "boa" quanto o amor conjugal.

Inicialmente, o programa convidara Scicluna, que mandou Schembri em seu lugar, dizendo que ele era "muito bom em responder as perguntas que você quer perguntar".

Scicluna foi escolhido a dedo por papa Francisco para investigar abusos homossexuais pelo clero no Chile e em outros lugares.

Ele permite que grupos em campanha pelo pesudo-matrimônio homossexual na Igreja realizem encontros. Em 2014, Scicluna presidiu uma eucaristia com uma bandeira gay colocada sobre a mesa de refeições.

Fotografia: Charles Scicluna, © Mazur/catholicnews.org.uk, CC BY-SA, #newsIksxrqeona