Idioma
Cliques
28
pt.news

Três bispos são membros da Assembleia Nacional Popular Chinesa

Havia três bispos entre os delegados da 13ª Assembleia Nacional Popular Chinesa que, em 11 de março, decidiu permitir um mandato infinito para o presidente chinês, segundo AsiaNews (13 de março).

O primeiro era Joseph Huang Bigzhang, nomeado pelo governo de Shantou, que foi oficialmente excomungado em 2011. No entanto, o Vaticano tentou, por duas vezes, remover o bispo legítimo de Shantou, monsenhor Zhuang Jianjian, para substituí-lo com Huang.

O segundo foi o bispo ordenado ilegitimamente, Guo Jincai, de Chengde. Naquela época, o Vaticano disse que a diocese de Chengde não existia. Guo é o secretário geral da conferência dos bispos controlada pelo governo.

O terceiro é o bispo Fang Jianping, que foi ordenado de maneira ilegítima e, embora não apresentando nenhum remorso, mais tarde foi perdoado pelo Vaticano. Após o perdão, ele participou de três ordenações episcopais ilícitas. Na semana passada, Fang disse que "a cidadania deve vir antes de uma religião ou de uma crença".

Fotografia: Xi Jinping, © kremlin.ru, CC BY, #newsDzmvhemxxf