Idioma
Cliques
81
pt.news

Francisco atinge novo patamar baixo: designa uma raposa para cuidar das galinhas

O Papa Francisco sabia que o cardeal pró-gay, Francesco Coccopalmerio, estava presente, em 2017, na festa com drogas e sexo do seu secretário monsenhor Luigi Capozzi.

Entretanto, ele o consultou sobre infligir sanções canônicas ao arcebispo Viganò, pois Viganò revelou a existência de um lobby pró-gay no Vaticano, que encoberta abusos homossexuais de prelados, e do qual Francisco faz parte.

Em novembro de 2014, Coccopalmerio afirmou que Papa Francisco "poderia estar em perigo, pois alguns poderiam ter a intenção de eliminá-lo." Posteriormente, ele foi um oponente da reforma do cardeal Pell para as finanças do Vaticano. Em setembro e 2015, Coccopalmerio foi determinante para introduzir uma aceleração da declaração de nulidade do matrimônio, que é um divórcio de facto. Em agosto de 2018, ele expressou apoiar a distribuição da Sagrada Comunhão a não-católicos.

Fotografia: © Mazur/catholicnews.org.uk CC BY-NC-SA, #newsZkenxmnaco
Escreva um comentário