Idioma
Cliques
37
pt.news

Juiz da Suprema Corte já traiu

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira os esforços para bloquear o financiamento da rede de abortos Planned Parenthood.

A Corte se recusou a discutir duas opiniões dos tribunais inferiores, os quais afirmam que os estados violam a lei federal ao rescindir os contratos de Medicaid com Planned Parenthood.

Quatro juízes seriam necessários para concordar em fazer uma audiência, mas apenas três juízes - Thomas, Alito e Gorsuch - votaram a favor de ouvir o caso.

O presidente da Suprema Corte, John G, Roberts - altamente elogiado pelos movimentos pró-vida quando nomeado juiz em 2005 - e o recentemente nomeado juiz Brett Kavanaugh, votaram com a facção pró-morte do tribunal.

O site CreativeMinorityReport.com comenta: "Depois de toda a pressão e batalhas que os pró-vida fizeram para garantir que Kavanaugh tomasse um assento na Suprema Corte dos Estados Unidos, como não poderíamos esperar sermos traídos assim que possível?

Fotografia: Brett Kavanaugh, Donald Trump, #newsVffrlwigou