Idioma
Cliques
49
pt.news 1

L'Espresso renova acusações contra o cardeal Rodríguez

O jornal pró-Francisco L'Espresso (5 de fevereiro), resta firme em suas acusações contra o cardeal Oscar Rodríguez Maradiaga, de Tegucigalpa - Honduras.

Em dezembro, o jornal italiano acusou Rodríguez de receber 500.000 euros da Universidade Católica de Tegucipalga e de ter consumido 1,2 milhões de dólares através de investimentos pouco claros em Londres.

Rodríguez contestou dizendo que os pagamentos eram destinados não a ele pessoalmente, mas para projetos pastorais.

Mas L'Espresso frisa que os pagamentos foram feitos para a conta pessoal de Rodríguez, e não para a da diocese. O bispo auxiliar de Rodríguez Juan José Pineda, também recebeu dinheiro vivo.

L'Espresso mostra que essas enormes somas não foram incluídas nas folhas de balanço apresentadas por Rodríguez ao Vaticano em setembro de 2017 durante a visita Ad-Limina. Os documentos também não mostram evidências de mais de um milhão de euros recebidos, do governo, pelo bispo auxiliar Pineda.

Outra acusação decorre de Martha Alegria Reichmann, a viúva de Alejandro Valadares, um ex-embaixador de Honduras ante a Santa Sé há 22 anos. Rodríguez, que era um amigo da família, convenceu o casal a investir suas economias com o financiador londrino Youssry Henien, o mesmo Henien que fez Rodríguez perder 1,2 milhões de euros da sua arquidiocese. Reichmann, em fevereiro de 2015, percebeu que o dinheiro tinha sumido. Tentativas de contatar Henien ou Rodríguez foram em vão.

Até o momento, Rodríguez se defendeu dizendo que críticas contra ele foram ataques contra a "reforma" do Papa Francisco.

Fotografia: Oscar Rodríguez Maradiaga, © Gabriele Merk, CC BY-SA, #newsGcxvcfmjhm

Escreva um comentário