Cliques178
pt.news

Mito gay de 650 páginas é patrocinado pela facção gay do Vaticano

Um ativista* homossexual francês, próximo ao Partido Socialista Francês, escreveu uma história mitológica homossexual contra a Igreja, de 650 páginas, prestes a ser publicada.

Dentre outras coisas, ele insulta o cardeal Raymond Burke de compará-lo a uma "drag queen".

O homossexual recebeu acesso a 41 cardeais, 52 bispos e prelados e 45 núncios - todos eles prontos a colaborar com um propagandista gay que espalha falsidades.

A única informação interessante no livro é copiada do arcebispo Viganò, que testemunhou ter informado Francisco, já em 2013, sobre os abusos de McCarrick. O homossexual acrescenta apenas que isso "não foi suficiente" para Francisco para condenar McCarrick.

O jornalista italiano Marco Tosatti chama este ataque a Francisco de "fogo amigável", uma vez que, nas demais partes, fala de Francisco de maneira entusiasta.

*O nome do autor do livro foi omitido de modo a evitar fazer publicidade.

#newsWvutjzcbne