pt.news
91

Cardeal pró-gay de Viena descobre o inferno

A revista alemã Stern (30 de janeiro), fundada por um ex-jornalista nazista, perguntou ao cardeal Viena, Christoph Schönborn, se ele acreditava que os sacerdotes culpados de abusos sexuais contra menores iriam para o inferno.

Schönborn respondeu: "Tenho que dizer isso seriamente: isso é, naturalmente, um perigo para a vida eterna. Se alguém danifica e fere seriamente a vida de jovens, deve se perguntar de que modo quer passar diante de Deus".

Na mesma entrevista, Schönborn se definiu como "ainda membro da geração de 1968". Ele ressaltou que, enquanto estudava em Bonn, estava perto do círculo reunido em torno ao revolucionário comunista alemão: "meu coração bate à esquerda".

Ao longo de sua vida, Schönborn se distinguiu principalmente não por convicção, mas por oportunismo.

Fotografia: Christoph Schönborn, © Mazur/catholicnews.org.uk, CC BY-SA, #newsVimqsrxzpb