Clicks111
pt.news

Conselheiro do Vaticano: Francisco mostra que o alarmismo climático "não" é uma causa esquerdista

Francisco deixa "muito claro" que o alarmismo climático "não é uma questão partidária", disse o economista alemão Ottmar Edenhofer ao site esquerdista TheGuardian.com (15 de janeiro).

Ex-jesuíta e professor de “Economia da Mudança Climática” em Berlim, Edenhofer foi nomeado conselheiro do Dicastério do Vaticano para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral.

No Vaticano, Edenhofer planeja propagar “refugiados do clima” e a ideia de que os países ricos que são “mais responsáveis” pelas emissões tóxicas deveriam pagar dinheiro aos países pobres.

Francisco é, para ele, um importante influenciador: "Não podemos subestimar que o Papa basicamente fala para 1,3 bilhão de pessoas". Edenhofer está convencido de que o apostolado climático de Francisco também é importante para os evangélicos que têm um "enorme problema" em reconhecer as mudanças climáticas como uma questão importante, porque veem isso como uma "agenda de esquerda da Europa ocidental".

Mas Edenhofer insiste que Francisco "deixa muito claro" que esta não é uma "questão partidária". Ele explica que "a Igreja Católica" supostamente representa "pessoas socialmente conservadoras" e, portanto, "é importante que a Igreja possa falar a essas pessoas".

Edenhofer perdeu a esperança de convencer os “negadores do clima” como Donald Trump, “mas outros líderes como Joe Biden, e também na China, estão convencidos”.

Fotografia: © NAME, CC BY-SA, #newsAyofmvybdj