31:17
Persuadir sem oprimir, arrastar sem forçar. Uma influência mais forte do que a mídia: a nobreza O que caracteriza um autêntico nobre, antes de tudo, é a prática consciente e convicta de sua Fé católi…More
Persuadir sem oprimir, arrastar sem forçar. Uma influência mais forte do que a mídia: a nobreza
O que caracteriza um autêntico nobre, antes de tudo, é a prática consciente e convicta de sua Fé católica, da qual decorre uma conduta moral irrepreensível. O nobre não precisa ser rico, pois sua capacidade de influência não depende do seu dinheiro, mas sim do seu valor pessoal. A pobreza de um nobre tem a vantagem de deixar transparecer nele o que tem de melhor, que não é a riqueza, mas o valor pessoal concebido naturalmente em ordem à doutrina da Igreja e à moral católica.
O infortúnio é o pedestal da grandeza
Em Reunião de 14 de novembro de 1992, Dr. Plinio Corrêa de Oliveira comenta, a pedido dos membros das várias TFPs, sua última obra: "Nobreza e elites tradicionais análogas nas Alocuções de Pio XII ao Patriciado e à Nobreza romana", Parte I, Cap. IV, tópicos 4 a 7, págs. 61 e 62
Nobreza e elites tradicionais análogas nas Alocuções de Pio XII ao Patriciado e à Nobreza romana (1993, Porto)
1) A primeira ilustração (e a que figura durante mais tempo ao longo desse vídeo): À direita, o Imperador Francisco José da Áustria, por ocasião do matrimonio de Carlos de Áustria e Zita de Bourbon-Parma: tradição impregnada de virtudes
2) A segunda foto corresponde a uma das famílias que tradicionalmente dirigiam a Costa Rica;
3) A Princesa Isabel;
4) Crucifixo que se encontrava na sede do Conselho Nacional da TFP brasileira, e atualmente se acha na sede do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, na capital paulista.
Para ler um RESUMO da presente exposição, clicar em Nobreza: uma influência mais forte do que a mídia - Persuadir sem oprimir e arrastar sem forçar