Clicks89
pt.news

Regime indiano também profanou corpo de jesuíta morto

O corpo do padre jesuíta indiano Stan Swamy, de 84 anos, que morreu preso, foi cremado em 6 de julho depois que um tribunal pediu aos oficiais jesuítas que seguissem a regras da penitenciária - embora ele não tivesse Covid-19.

O corpo do padre Swamy foi destruído em um crematório elétrico por volta das 18h30, após a missa fúnebre, conforme escreveu UCANews.com em 7 de julho.

Swamy sofreu uma parada cardíaca nas primeiras horas de 4 de julho. Ele foi colocado em um respirador e nunca mais recuperou a consciência. Ele foi preso e detido em outubro passado sob acusações de “terrorismo”.

Na época, Swamy comentou: “Estamos todos cientes de como intelectuais proeminentes, advogados, escritores, poetas, ativistas, líderes estudantis - todos são colocados na prisão apenas por expressar sua discordância".

#newsGjinkbvtxr