pt.news
286

Chefe do Sínodo Homossexualista: “Francisco em pleno acordo”

Ele sabe que está "de pleno acordo" com Francisco, disse o cardeal de Luxemburgo Jean-Claude Hollerich SJ ao ativista católico norte-americano Richard Smaglick (LifeSiteNews.com, 6 de agosto).

Questionado se os atos homossexuais não podem mais ser considerados um pecado grave pelo Sínodo, Hollerich foi evasivo: "Não sei o que o Sínodo trará". Ele disse que queria ouvir "as pessoas do mundo, o que elas expressam". Ninguém sabe o que a frase "as pessoas do mundo" significa neste contexto. Na Austrália, a participação no Sínodo foi inferior a 0,05% dos católicos.

Smaglick rebateu que as Escrituras e a tradição católica ensinam há 2.000 anos que "a sodomia é um pecado e uma abominação que clama aos céus". Hollerich se ridiculariza tentando ridicularizar a Bíblia, alegando que ela diz que "o sol gira em torno da terra" e que devemos, portanto, "interpretar a Bíblia".

No entanto, a Bíblia apenas diz - como as línguas modernas - que "o sol nasce" e "o sol se põe" (por exemplo, Eclesiastes 1:4). Se o pseudargumento de Hollerich fosse verdadeiro, então poderia ser usado para ridicularizar qualquer afirmação na Bíblia.

Para Smaglick é óbvio que Hollerich e Francisco querem usar o sínodo para contradizer a Bíblia e canonizar atos homossexuais. Hollerich já está recebendo os primeiros relatórios diocesanos e produzirá um esboço em setembro.

#newsHgklhrfgmt

01:30