Clicks194
pt.news

Cardeal holandês espera colapso mundial da Igreja

O cardeal de Utrecht - Holanda, Willem Eijk, fala sobre o colapso da Igreja holandesa em um livro-entrevista de Andrea Galli (Sandro Magister, 21 de setembro).

A Holanda é um dos países mais católicos do mundo, atendendo a 12% dos missionários católicos. Agora, de uma população de 17 milhões, apenas 150.000 assistem à missa dominical, a maioria deles imigrantes.

Segundo Eijk, já na década de 1940, os católicos holandeses estavam ligados à Igreja mais por razões sociais, como ser membro de uma associação católica, do que pela fé.

Ele observa que o Vaticano II queria que a Igreja se abrisse para a sociedade, o que aconteceu, enquanto a sociedade não se abriu para a Igreja. Em vez disso, a Igreja foi expulsa da vida pública. Depois disso, "a Igreja caiu em uma das crises de fé mais profundas de sua história".

Eijk sugere que a Igreja precisa colocar sua própria casa em ordem antes de poder evangelizar o mundo.

Ele não espera um cisma: “Prefiro pensar que o que já aconteceu conosco na Holanda acontecerá em muitas partes do mundo”.

Fotografia: Willem Eijk, © wikicommons, CC BY-SA, #newsJyvkowlmho