Clicks188
pt.news
3

Religiosos brasileiro garantem a Francisco "obediência incondicional", críticos atacam

A anticatólica Conferência dos Religiosos do Brasil reclamou, em uma declaração de 15 de janeiro, que "o querido Papa Francisco" vem sendo "atacado, caluniado, mal interpretado, chamado de herege.”

A declaração é assinada pela presidente da Conferência, irmã Maria Inês Vieira Ribeiro, que lamenta que cardeais, bispos e fiéis "que se intitulam guardiães da sã doutrina", pediram a renúncia de Francisco.

A irmã observa tudo isso "com perplexidade" e conclui que "este ódio e rancores são frutos do espírito do mau".

Ela vê nisso "a tentação do deserto da indiferença, do egocentrismo e do mundanismo religioso" que busca de todos os modos derrotar o eleito para o "serviço de animação e governo" da Igreja.

Segundo seu discurso, ela conclui que a Igreja é "mãe" e "como toda boa mãe, ela sai de si mesma para abraçar a todos os filhos e filhas". Aparentemente, isso não se aplica aos que foram atacados por Ribeiro.

A irmã assegura a Francisco "nossa obediência incondicional".

#newsMogxgsajcd

María Inés Viera Ribeiro é outra apóstata marxista da mesma seita que adora Pachamama
Essas freiras marxistas incluem nas consagrações sacrílegas das freiras rituais pagãs.