Clicks76
pt.news

Bento XVI atava a Igreja alemã secularizada

Os textos oficiais da Igreja alemã são escritos por pessoas "para as quais a fé é apenas uma questão de trabalho".

Bento XVI diz isso em uma entrevista com o anticatólico alemão Herder Korrespondenz, que será publicada em breve. Ele acrescenta: "Enquanto apenas o ofício, mas não o coração e o espírito, falar nos textos oficiais da Igreja, continuará o êxodo do mundo da fé". Bento XVI espera "daqueles que falam pela Igreja um verdadeiro testemunho pessoal de fé".

Ele também vê um problema na diaconia da Igreja na Alemanha: “Nas instituições da Igreja - hospitais, escolas, Caritas - muitas pessoas estão envolvidas em posições decisivas que não compartilham a missão interna da Igreja e, portanto, muitas vezes obscurecem o testemunho desta instituição".

Nesse contexto, ele se refere à “desmundanização” (Entweltlichung), que ele mencionou em seu discurso em Freiburg no final de sua visita à Alemanha em 2011 - mas sem seguir palavras com ações. Em 2011, disse: “Para cumprir a sua verdadeira missão, a Igreja deve sempre se esforçar para se desligar da mundanidade do mundo”.

Agora ele acrescenta: “A palavra desmundanização indica a parte negativa do movimento que me preocupa, a saber, sair do discurso e das restrições de um tempo para a liberdade de fé”.

Ele admite que a parte positiva desse movimento - que é sobre "separar os crentes dos descrentes" - não foi "suficientemente expressa".

#newsTknwkioydi