Clicks131
pt.news

Sem liberdade: bispo banido do Twitter por NÃO promover suicídio

O Twitter.com dos oligarcas baniu o bispo Elphin Kevin Doran, de 67 anos, por criticar o plano do governo irlandês de "legalizar" a eutanásia, escreve o jornalista David Quinn do Sunday Times (Twitter.com, 20 de fevereiro).

Este é o tuíte que baniu Doran: "Há dignidade em morrer. Como padre, tenho o privilégio de testemunhar isso com frequência. O suicídio assistido, onde é praticado, não é uma expressão de liberdade ou dignidade, mas de o fracasso de uma sociedade em acompanhar as pessoas em seu 'caminho da cruz'".

A fim de sacrificar o bispo, Twitter.com transformou a declaração de Doran em seu oposto, alegando que ele violou as regras do Twitter.com ao "promover ou encorajar o suicídio ou a automutilação". Na realidade, Doran violou as regras do Twitter.com ao criticar a eutanásia que o Twitter.com promove. A Alemanha Nacional-Socialista foi uma forte promotora da eutanásia.

A expulsão do bispo não foi um erro. Twitter.com recusou a apelação e “não anulará” a decisão. A mudança ocorreu em um momento em que vários grupos estão lutando com sucesso por um debate público contra a eutanásia na Irlanda.

O mais alto clérigo banido do Twitter.com até agora é Dominik Duka, cardeal de Praga.

#newsHuefkfivwx