pt.news
166

Müller: "Bento foi atraído para uma armadilha"

Bento XVI foi atraído para uma armadilha e deliberadamente mal interpretado, escreve o cardeal Gerhard Müller em Corriere.it.

Não há "a menor dúvida" de que Bento XVI se lembra bem de que "não sabia nada" sobre o passado pedossexual do padre de Essen e que está dizendo a verdade "objetiva e subjetivamente".

Müller chama os ativistas da mídia que chamam Ratzinger de "mentiroso" de "agitadores sem consciência e pregadores de ódio anticatólicos". Ele afirma que o relatório de Munique é um trabalho encomendado para promover "uma igreja nacional alemã descatólica". A água suja é direcionada do escritório de advocacia de Munique para os moinhos "sinodais" dos bispos alemães.

Mais ou menos na mesma época em que a declaração de Müller foi feita, Bento XVI descreveu suas declarações ao KNA.de como "objetivamente falsas". Mas sua correção diz respeito apenas ao fato que não é relevante para a acusação, de que ele esteve presente em uma reunião de ordinariato de Munique sobre o padre em 1980.

Fotografia: © Mazur, CC BY-NC-SA, #newsYsrqgtnesi