Clicks344
pt.news

Angelus: Francisco pronuncia autojulgamento

As palavras de Francisco em seu Angelus de 18 de julho soaram como uma paródia quando confrontado com seu impiedoso Motu Proprio Traditionis Custodes publicados dois dias antes, por meio do qual ele tenta "proibir" o Rito Romano.

"Jesus estende um convite com ternura", disse Francisco, embora pessoalmente ele não confie na "ternura", mas na tirania e crueldade, a ponto de seu mandato poder ser chamado de era Stalin da Igreja Católica.

Francisco evocou "compaixão", acrescentando que "o estilo de Deus é proximidade, compaixão e ternura". Cada vez que ele repete essas palavras da moda, coloca um espelho na frente de si mesmo que reflete não "compaixão" (etc.), mas "insensibilidade", "indiferença" e "aspereza".

Ele pronunciou o julgamento sobre si mesmo ao elogiar um coração que é "capaz de ser movido", "de não se prender a si mesmo", "de notar os outros, suas feridas, suas necessidades". Com Traditionis Custodes, Francisco mostra que é incapaz de qualquer um deles. Suas palavras são táticas de diversão baratas.

#newsFivayrkgzp