Gloria.tv And Coronavirus: Huge Amount Of Traffic, Standstill in Donations
Clicks16

Papa rejeita o Viri Probati e mantém o celibato

Papa aos bispos dos EUA: "Não há mudança de padres casados"

A agência de notícias dos prelados americanos relata. A exortação foi proferida por Francisco no final de dezembro.

CIDADE DO VATICANO. Francisco não permite padres casados. Não haverá mudança nessa direção na exortação apostólica pós-sinodal intitulada "Querida Amazônia" ("Amata Amazzonia"), que será lançada amanhã. O papa disse ontem a um grupo de bispos dos Estados Unidos, conforme relatado pela agência de notícias dos mesmos prelados dos EUA, Catholic News Service.

Abordar a escassez de padres nas regiões remotas da Amazônia pode ser uma possibilidade sobre a qual será possível refletir no futuro. Agora não. Esta é a impressão que o arcebispo Oscar A. Solis, bispo de Salt Lake City, teve sobre as intenções do papa Francisco.

Também porque o papa ouviu que o Espírito Santo não está dando sinais de "mente aberta", diz o bispo John Charles Wester, bispo de Santa Fé.

De qualquer forma, amanhã o documento oficial do pontífice será tornado público após o Sínodo da Amazônia ocorrido em outubro.

Pelo que Oltretevere filtra, o Papa Francisco entregou o texto no final de dezembro. Portanto, ele já o havia concluído quando explodiu o caso do livro do cardeal Robert Sarah com Joseph Ratzinger em defesa do celibato dos padres. Um texto, com o mistério da assinatura do Papa emérito, considerado por muitos no Vaticano como "inadequado" porque estava sendo preparado como uma ferramenta para condicionar a decisão de Francisco.

Como sempre, o próximo passo foi a releitura pela Congregação para a Doutrina da Fé e, paralelamente, pelo Teólogo da Casa Papal. Então, o trabalho de traduções para vários idiomas. 2 de fevereiro, a data de assinatura da Exortação, e o dia da impressão.

Fonte: La Stampa