Clicks167
pt.news

Apostolado tolo de Francisco por telefone causa estragos

Sergio Decuyper (42 anos), um homossexual argentino casado na Espanha, acusa Francisco de “encobrimento” (Clarín.com, 23 de setembro).

Sua história de pescador: o padre José Francisco Decuyper, de 85 anos, seu tio, “abusou” dele no banheiro dos avós em Paraná (Argentina) quando ele tinha 5 anos (!). O padre Decuyper sofre de Alzheimer e não consegue se defender.

Francisco foi tolo o suficiente para falar várias vezes com o acusador ao telefone e pessoalmente.

O resultado: Decuyper agora o acusa de "encobrimento" e "negação". Em carta aberta, pede a Francisco “que seja criativo” e que o acompanhe em uma viagem a Paraná (!).

A esposa de Decuyper, com quem ele tem filhos, descobriu que seu marido tem um "trauma profundo". Agora, ele se autodenomina "homossexual".

Como "prova" de seu "abuso", Decuyper cita um sonho recorrente em que tem "5 anos" e que termina sempre na porta de um banheiro. Somente em janeiro de 2019 sua "memória" foi supostamente "recuperada".

Ele escreveu a Francisco, que ingenuamente ligou para ele por meia hora no dia 17 de março de 2019. Francisco disse que “acreditava” nele, que isso era “algo muito comum”, que ele precisava fazer terapia e não deveria contar a ninguém.

Depois disso, Francisco recebeu Decuyper em 4 de maio de 2019 por meia hora, dizendo-lhe para não falar com jornalistas porque eles eram "hipócritas". Quando Decuyper se apresentou como um “homossexual”, Francisco disse a ele que sua “missão era o casamento e que ele tinha que continuar casado”.

Decuyper viu Francisco pela segunda vez na Audiência de quarta-feira 9 de setembro, quando Francisco o confundiu com outro acusador paranaense.

#newsWgehqmqrcf