Clicks144
pt.news

Viganò: a hermenêutica da continuidade é um fracasso

A hermenêutica da continuidade entre o Vaticano II e o Magistério anterior, conforme reivindicado por Bento XVI (2005) são, para o Arcebispo Caro Viganò, uma construção meramente teórica que deixa de lado o que vem acontecendo há décadas (OnePeterFive.com, 21 de setembro).

Ele enfatiza que a hermenêutica serve para esclarecer o significado de uma frase que é obscura ou em aparente contradição com a doutrina, não para corrigir declarações erradas posteriormente.

Como exemplo de uma declaração errônea, ele cita Lumen Gentium 16, que afirma que a salvação inclui "aqueles que reconhecem o Criador", como os muçulmanos que, junto conosco, "adoram o Deus único e misericordioso".

Viganò explica que o deus de Maomé não é uno e triúno e que o Islã condena a Encarnação de Cristo. A partir disso, ele conclui que certas declarações do Vaticano II são heterodoxas e não podem fazer parte do Magistério, o qual não pode conter erros.

#newsXatxmkudza