Clicks301
pt.news

Francisco: Comunhão para Judeus, apoio às uniões homossexuais, complacência para o Cardeal Burke

Francisco "nunca negou a comunhão a ninguém", disse ele durante uma coletiva de imprensa em seu voo Bratislava-Roma.

Ele relembrou uma história “engraçada” de quando, em uma missa em uma casa de repouso argentina, deu a Comunhão a uma judia que recebeu a Comunhão, disse ele, sem saber.

Seu comentário confuso: “Quem não está na comunidade não pode comungar - como esta judia, mas o Senhor quis recompensá-la e sem meu conhecimento - por quê?”.

Francisco lembrou “a tempestade” que levantou com Amoris laetitia (2016) sobre a Comunhão para adúlteros, “Heresia, heresia. Graças a Deus havia o cardeal Schönborn, um grande teólogo [conformista] que esclarecia as coisas” - enganando a si mesmo.

Depois insistiu que não deveria haver mais excomunhões: "Pobres são filhos de Deus, estão temporariamente fora, mas são filhos de Deus e querem e precisam da nossa proximidade pastoral" - que não é o seu estilo de governar.

Ele novamente endossou leis civis imorais que "ajudam aqueles que têm - como ele disse - "uma orientação sexual diferente":

“Se um casal homossexual deseja levar uma vida juntos, o Estado tem a possibilidade de dar-lhes segurança, estabilidade, herança; e não apenas para homossexuais, mas para todas as pessoas que querem se associar”. Essas leis são sempre apenas um passo para a introdução de pseudomatrimônios homossexuais.

O desonesto Francisco se engajou na propaganda de vacinação contra a Covid-19 exultando abertamente sobre o cardeal Burke: "Há alguns negadores no Colégio de Cardeais, e um deles, pobre homem, se recuperou da COVID... Ironia da vida".

Por que ele não mencionou o cardeal Urosa de Caracas, que foi vacinado, se infectou, e atualmente luta pela sua vida?

#newsNdogzsuszj