Clicks42
Dominus Vobiscum.
GRITO DE ALARME. Introdução. GRITO DE ALARME - Pe. Júlio Maria de Lombaerde, S.D.N. Por que este grito de alarme? Filhos da Virgem Imaculada, julgai vós mesmos. Percorrei nestas páginas e dizei-me …More
GRITO DE ALARME. Introdução.

GRITO DE ALARME - Pe. Júlio Maria de Lombaerde, S.D.N.
Por que este grito de alarme?

Filhos da Virgem Imaculada, julgai vós mesmos. Percorrei nestas páginas e dizei-me em seguida se não era necessário e oportuno elevar a voz e descobrir um trama horrível que o inferno teceu contra nossa Mãe Celeste.

Começando estas linhas não posso dizer outra coisa senão para explicar a marcha que quero seguir, e que até mesmo ainda ignoro, senão confessar que meu coração está inundado, minha alma transborda e que é preciso que se desafoguem por meio desses brados pressurosos, sem ordem talvez, mas que jorram da mais íntima de minhas convicções de cristão, de sacerdote e de missionário.


Introdução
Capítulo I
O reino de Jesus por Maria
Capítulo II
A Virgem e o Império de Satanás
Capítulo III
O excesso no culto de Maria

Capítulo IV
O Culto insuficiente de Maria

Capítulo V
O Modernismo no culto de Maria

Capítulo VI
Princípios do erro

Capítulo VII
O racionalismo alemão

Capítulo VIII
O entusiasmo francês

Capítulo IX
Os dois extremos

Capítulo X
A justa medida

Capítulo XI
O espírito dos santos

Capítulo XII
Os grandes homens

Capítulo XIII
A moderação

Capítulo XIV
O entusiasmo por Maria

Capítulo XV
O caráter francês e Maria

Capítulo XVI
O sensualismo no culto de Maria

Capítulo XVII
Os sentimentos dos Santos

Capítulo XVIII
Maria, o pecado e os pecadores

Capítulo XIX
A Virgem toda bela

Capítulo XX
As heresias na Igreja

Capítulo XXI
As devoções particulares

Capítulo XXII
A palavra do fim

Capítulo XXIII
Maria exaltada pelos Padres