Clicks52
pt.news

Cardeal Pell absolvido - sua carta

O cardeal George Pell ganhou sua apelação no Supremo Tribunal da Austrália. Sua condenação por acusações de "abuso" foi anulada por unanimidade em 7 de abril.

Ele esteva preso por 404 dias - mais de 13 meses - depois de ter sido injustamente condenado pelo Tribunal do Condado de Melbourne. Agora, ele saiu da prisão e se encontra em um local seguro.

O tribunal concluiu que o júri "deveria ter dúvida sobre a culpa do requerente em relação a cada um dos crimes pelos quais ele foi condenado" e ordenou "que as condenações fossem anuladas e que os vereditos de absolvição entrassem em seu lugar”.

Os juízes determinaram "uma possibilidade significativa de uma pessoa inocente ter sido condenada, porque a evidência não estabeleceu culpa pelo padrão de provas necessário".

O cardeal Pell disse em uma primeira declaração que não tem ressentimentos em relação a seu [mentiroso] acusador. Ele agradece por todas as orações e pelas "milhares de cartas de apoio" (carta completa abaixo).

A Austrália acusou um homem inocente em meio à cultura venenosa do frenesi anticatólico. Pell é o Dreyfus da Austrália (condenação injusta do século XIX, na França).

Fotografia: © Mazur, CC BY-NC-SA, #newsXlxzkahles