Cliques262

JARDINS PERDIDOS DE HELIGAN, NO REINO UNIDO

IRMAOS LUMIERE
Os Jardins perdidos de Heligan, (Lost Gardens of Heligan) perto Mevagissey em Cornwall, são um dos jardins botânicos mais populares no Reino Unido. O estilo dos jardins é típico do estilo Gardenesque…Mais
Os Jardins perdidos de Heligan, (Lost Gardens of Heligan) perto Mevagissey em Cornwall, são um dos jardins botânicos mais populares no Reino Unido.

O estilo dos jardins é típico do estilo Gardenesque do século XIX, com áreas de diferente caráter e em diferentes estilos de design.

Os jardins foram criados por membros da família Tremayne Cornish, desde meados do século 18 até ao início do século 20, e ainda fazem parte da familia Heligan.

Os jardins foram negligenciados durante as duas Guerra Mundiais.

Durante cinco décadas as gloriosas plantações exóticas de outrora ficaram enterradas sob os escombros até serem redescobertas na década de 1990, quando um descendente da família Tremayne herdou a propriedade e iniciou um longo período de restauração dos jardins. E foi assim que surgiu o curioso nome "jardins perdidos de Heligan".

Estavam perdidos, escondidos em meio à natureza e para o nosso deleite os jardins foram reconstruídos de forma original usando as mesmas espécies naturais e artefatos decorativos dos séculos passados.

Em 1992, os Jardins Perdidos de Heligan abriram as portas ao público.

No total, são mais de 100 hectares de muito verde com inúmeros jardins murados (da era vitoriana), um jardim inspirado no paisagismo italiano, outro de inspiração neo-zelandesa e uma colina sinuosa de encosta selvagem transformada numa selva repleta de plantas exóticas trazidas da India, Nova Zelândia e Asia.

Os jardins ostentam uma fabulosa colecção de rododendros e camélias. Encontram-se em Heligan mais de 70 espécies de camélias e 350 rododendros antigos. As primeiras plantações datam por volta de 1850.

Os jardins são altamente produtivos em vegetais e flores. Espaços que transmitem paz e tranquilidade. Têm uma série de lagos alimentados por uma bomba com mais de cem anos de idade.

A selva (The Jungle) é um jardim exuberante que hospeda um motim de folhagem luxuriante, árvores pendentes, plantações exóticas e vistas inspiradoras. The Jungle fica num vale de encostas íngremes, criando um microclima, pelo menos, cinco graus mais quente do que o Jardim do Norte. Aqui, a paleta de plantas exóticas trazidas de todo o mundo é um colírio para os olhos.

O Vale Perdido é a casa para várias árvores centenárias e um tapete de jacintos na primavera.