pt.news
77

Bento XVI está Desapontado com a Demissão do Cardeal Müllers

Não foram dados motivos para a demissão do Cardeal Gerhard Müller como Prefeito da Congregação para Doutrina da Fé, mas segundo ele, todos "podem adivinhar" o significado da sua demissão, disse Müller ao dpa. Ele esperava manter o cargo até o seu aniversário de 75 anos. De acordo com ele, Bento XVI ficou "desapontado" pelo fato de Müller ter sido demitido.

Müller critica que certos círculos estavam espalhando boatos de tensões entre ele e Francisco, "O Papa sempre me assegurou não acreditar nos boatos e confiar em mim completamente." Sobre si mesmo, ele diz "acredito nunca ter sido conservador ou linha-dura em minha vida."

Müller não se opõe a criticar de forma construtiva Papa Francisco e acusa alguns de uma "devoção hipócrita ao Papa", de "comportamento judicial", de "boatos", ou de seguir o lema: "O Santo Padre tem uma idéia, a seguimos incondicionalmente e todos ficam cheios de admiração."

Müller lembra que "nem tudo o que o Papa faz e diz é necessariamente perfeito e insuperável".

De forma indireta, ele critica as inúmeras indicações medíocres feitas por Francisco, "Antigamente, se costumava dizer que um bom governante se distingue por atrair os melhores, mesmo que desagradáveis, conselheiros, e não oportunistas e medíocres, que todas as vezes tentaram ganhar o poder."

Fotografia: Gerhard Ludwig Müller, © Piotr Drabik, CC BY, #newsRqmuhoxena