Clicks96
pt.news

Chipre: padres que criticam as “vacinas” perdem seu salário

Os padres que foram denunciados no Santo Sínodo "por incitarem o povo a não ser vacinado", receberam um ultimato do arcebispo ortodoxo do Chipre, Chrysostomos, de 80 anos, até 18 de setembro.

Se eles não emitirem um “pedido público de desculpas” e uma “declaração por escrito” por seus “sermões inaceitáveis” ou por se oporem à vacinação durante a confissão, seu salário será recusado no final do mês. Os bispos que se opõem a essa decisão serão banidos do Sínodo.

Fotografia: Chrysostomos II © Kremlin.ru, CC BY, #newsQxjdepnbnf