Clicks149
pt.news

Francis compara sua estadia na Alemanha com Covid-19

Em um novo livro, Francisco chama seu tempo na Alemanha de seu “Covid do exílio”.

Ele foi para Frankfurt em 1986 para estudar alemão e terminar o doutorado, mas “me senti como um peixe fora d'água”.

Durante suas caminhadas, ele podia ver o aeroporto de Frankfurt nas proximidades e aviões pousando e decolando: "Eu ansiava pelo meu país, por voltar".

Quando a Argentina venceu a Copa do Mundo FIFA de 1986 em 29 de junho contra a Alemanha, isso não foi mencionado nas classes de alemão. Apenas uma garota japonesa escreveu na lousa “Viva Argentina”. Os outros riram. O professor entrou, limpou a lousa e ignorou o assunto.

“Foi a solidão de uma vitória solitária”, lembra um Francisco sentimental.

Fotografia: © Mazur, CC BY-NC-SA, #newsTjxdcbwkri