Clicks132
pt.news

Duplicidade nojenta: Francisco sobre Traditionis Custodes

Bispos do sul da França encontraram-se com Francisco em 10 de setembro para um encontro Ad-Limina de duas horas.

Os arcebispos Aveline (Marselha) e Le Gall (Toulouse) chamaram o encontro de “fraterno, simples, fácil e gratuito”. Francisco insistiu na “proximidade pastoral” e na “atitude paternal” para com os fiéis, os políticos e - até - os crentes de outras religiões, destacando “a dimensão do coração e da paternidade”.

Essa duplicidade hipócrita chegou ao fim rapidamente quando Francisco foi questionado sobre Traditionis Custodes. Em vez de ser um “pai”, ele se transformou em um acusador, chamando a Missa Romana de uma “ideologia” e um “pretexto para rejeitar o Vaticano II” - embora a Missa Romana fosse celebrada pelos padres do Concílio.

Insensivelmente, ele retrucou: "Precisamos traçar um limite e basta". Em seguida, continuou dizendo que, no “diálogo com o Islã”, os bispos deveriam mostrar uma “grande proximidade” e estabelecer “relações pessoais”, lembrando a importância de “acolher as pessoas”.

Fotografia: © Vatican Media, #newsRpgxdgxbhu