pt.news
297

Cardeal: "Mulheres já ouvem confissões"

A "Conferência Eclesial da Amazônia" discute "os ministérios das mulheres" e o que "já" está acontecendo na Amazônia [e vem acontecendo na Alemanha, Suíça, Áustria e Holanda há décadas], disse o cardeal de Huancayo, Pedro Baretto Jimeno, de 78 anos, ao AmericaMagazine.org (3 de outubro).

Na América Latina, as religiosas realizam batismos, casamentos, liturgias e "algumas até ouvem confissões" de pessoas que lhes confiam problemas pessoais, embora não possam dar a absolvição, disse Baretto.

Ele mencionou seu recente diálogo com a Congregação Litúrgica sob o Cardeal Roche sobre uma "liturgia amazônica".

“Esta é a primeira vez que conseguimos ter um diálogo fraterno com este dicastério, em atitude de escuta”, disse. Isso não é surpreendente, já que o Vaticano é sempre gentil com hereges como Baretto.

Antes de Roche, esta congregação foi liderada pelos cardeais Medina Estévez (1996-2002), Arinze (2002-2008), Cañizares (2008-2014) e Sarah (2014-2021), que ainda tentavam, ainda que muito timidamente, deter a decadência.

Fotografia: © Tim Ellis, CC BY-NC, #newsUacipeedgj