Clicks396
Gottlob

Vaticano demite Dom Finn após anos de ataques por sua defesa à identidade católica.

Por Life Site News | Tradução: Teresa Maria Freixinho – Fratres in Unum.com: KANSAS CITY, MO, 21 de abril de 2015 – Após anos servindo de bode expiatório da mídia americana no escândalo de abusos sexuais por parte de padres católicos, além da crítica da esquerda por seu empenho para promover a doutrina e as tradições da Igreja, o chefe da Diocese de Kansas City – St. Joseph foi demitido de seu cargo pelo Vaticano.

Dom Robert Finn “tornou-se incapaz de ocupar seu cargo,” de acordo com o Vaticano, que anunciou, em 21 de abril, que o Papa Francisco havia aceitado a renúncia do bispo.

A saída de Dom Finn está “em conformidade com o cânon 401, parágrafo 2, do Código de Direito Canônico,” disse o Vaticano, que dá a entender que ele teria sido “seriamente admoestado a apresentar sua renúncia do cargo.”

“Tive a honra e a alegria de trabalhar aqui dentre tantas boas pessoas de fé,” disse Dom Finn em uma declaração no site da diocese. “Por favor, comecem a rezar por aquele que Deus chamar para ser o próximo bispo de Kansas City – St. Joseph.”

O Papa Francisco nomeou o Arcebispo Joseph Naumann, chefe da arquidiocese de Kansas City, no Kansas, como administrador apostólico temporariamente, até que o sucessor de Dom Finn seja nomeado.

O Arcebispo Naumann disse que “reza para que as próximas semanas e meses sejam um tempo de graça e cura para a Diocese.”

Dom Finn continuará sendo bispo, porém, não terá mais uma diocese. A declaração diocesana não disse o que ele irá fazer daqui em diante.

Um júri de acusação declarou Dom Finn culpado de contravenção penal em 2012 por deixar de informar à polícia a respeito de um padre, o padre Shawn Ratigan, depois que a diocese descobriu que ele tinha imagens de menores com conteúdo sexual em seu computador.

Leia mais.