Clicks139
pt.news
1

Polícia "nazista": o outro lado da história

A polícia defendeu sua intrusão no Sábado de Aleluia em uma igreja protestante em Calgary, Canadá.

Seis policiais deixaram a igreja depois que um pregador indignado gritou com eles, chamando-os de "nazistas" e "Gestapo". Em uma declaração de 4 de abril em Calgary.ca, a polícia explicou que são chamados por “agências parceiras” dos Serviços de Saúde de Alberta “devido aos altos níveis de conflito entre cidadãos e inspetores da saúde”.

A preocupação era que a igreja não estivesse seguindo os protocolos relativos ao coronavírus, já que o pregador “não cooperava” com o inspetor de saúde. Calgary luta pelo “cumprimento voluntário” das ordens de saúde pública, enfatizou a polícia.

A polícia justificou sua intrusão sem um mandado, dizendo que eles deixaram as instalações apenas um minuto após a entrada e "de forma pacífica". Eles também sublinham que não foram emitidas multas e não desejam perturbar eventos religiosos.

#newsOcdvurjure

TV Nossa Senhora
Um minuto é mentira. O vídeo dura 2 minutos e 20. Eles já estavam lá dentro quando o vídeo começa. Vamos respeitar os templos e a matemática.