Clicks149
pt.news

“Pequena turnê”: cardeal anunciou que o filho pródigo está de volta

Laurent Gbagbo, de 76 anos, ex-presidente da Costa do Marfim, voltou para a Igreja.

O cardeal Abidjan, Jean-Pierre Kutwa, de 75 anos, anunciou isso durante uma Eucaristia de domingo em 19 de junho, da qual Gbagbo participou.

“Eu gostaria de fazer um grande anúncio: o presidente Laurent Gbagbo foi batizado católico, mas, em sua jornada, a certa altura ele deixou a Igreja para se tornar evangélico”, disse o cardeal, “depois dessa pequena viagem com os evangélicos, ele disse 'não, eu volto para a religião em que fui batizado'".

Sob as ovações dos fiéis presentes na Catedral, o Cardeal Kutwa entregou um rosário ao ex-presidente. «Ao dar-vos este rosário, confio-vos à Virgem porque o comboio da reconciliação está a caminho, mas deve ir para a estação da paz», acrescentou Kutwa.

Gbagbo foi preso por grupos franceses em abril de 2011 por crimes contra a humanidade, incluindo estupro e assassinato, supostamente cometidos durante a crise pós-eleitoral de 2010-2011. Na época, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton - ela própria uma criminosa de guerra - disse que a captura de Gbagbo "envia um forte sinal aos ditadores e tiranos".

Ele passou quase dez anos na prisão antes de ser absolvido em 17 de junho pelo Tribunal Penal Internacional e retornar ao seu país.

Fotografia: Laurent Gbagbo, © wikicommons, CC BY-SA, #newsKtrmnlhsfw