Clicks203
pt.news

Sarah: Altares da Basílica de São Pedro estão condenados à morte

O cardeal Sarah pede a Francisco que retire seu recente decreto antimissa para a Basílica de São Pedro. Escrevendo no blog de Sandro Magister, Sarah adiciona explicitamente sua voz à dos Cardeais Burke, Müller e Brandmüller.

Para ele, as regras “violam o bom senso tanto quanto violam as leis da Igreja”. Sarah apóia a posição teológica evidente de que uma missa concelebrada reduz o dom da graça em comparação com várias missas individuais.

Ele nota "violência" na formulação do decreto de Francisco, que exige brutalmente que as celebrações individuais sejam "suprimidas". Sarah não percebe um "espírito acolhedor" para os sacerdotes que antes, durante séculos, costumavam celebrar na Basílica de São Pedro.

O cardeal observa que o coronavírus torna menos prudente a concelebração, bem como o caráter provinciano da decisão que impõe que todas as concelebrações sejam executadas apenas em italiano e no Novus Ordo.

Sarah lembra que todos os altares de São Pedro contêm relíquias de santos, mas agora não é mais possível celebrar nesses altares: “Assim, tais altares estão praticamente condenados à morte” e reduzidos a “meras obras de arte”.

“Esses altares, ao contrário, devem viver, e sua vida é a celebração diária da Santa Missa”, Sarah ensina o óbvio.

Fotografia: Robert Sarah © Mazur, CC BY-NC-ND, #newsMbwurseuyn