Clicks107
pt.news

Loucura-Amazônica: "Eu estava vivendo em uma nudez primitiva"

Ideólogos Pachamama conduziram, em 12 de outubro, na igreja de Santa Maria in Traspontina, uma missa chamada "Missa da Terra sem males".

O seu autor é o bispo amazônico Pedro Casaldáliga Plà, de 91 anos e natural da Espanha. Embora ele nunca tenha escondido suas heresias, João Paulo II o autorizou a continuar por décadas.

A "Missa" foi desenhada para os "mártires da Amazônia". De acordo com Casaldáliga, eles são "os mártires que nós cristãos produzimos".

Os textos da Missa foram substituídos por uma auto-acusação dos cristãos e uma celebração de uma inocência original dos nativos, que foi manchada pela Igreja.

Durante o "Ato de Penitência" da Missa de Casaldáliga, um cantor, representando os indígenas, canta: "Eu vivi em uma nudez não contaminada / brincando, plantando, amando / gerando, nascendo, crescendo / uma nudez pura da vida".

Fotografia: Pedro Casaldáliga, © Prelazia São Felix do Araguaia , CC BY-SA, #newsVlqsfgidwq