Clicks105
pt.news

Reforma de Francisco: personagens “perturbadores” e “perigosos”

O cardeal Braz de Aviz e o arcebispo Carballo, líderes da Congregação para os Religiosos, são “personagens perturbadores e perigosos”, escreve MarcoTosatti.com (13 de setembro).

Agora todas as comunidades de Rito Antigo estão sob seu comando e estão erguendo “sagradas guilhotinas” para elas. Aviz se orgulha de ser um Bastardo (sic!) descendente dos reis de Portugal, foi filiado como sacerdote ao Movimento dos Focolares e à comunista Teologia da Libertação e foi [portanto] feito bispo e arcebispo por João Paulo II.

Sua promoção em 2011 a Roma por Bento XVI surpreendeu a Nunciatura brasileira, porque suas obsessões com a economia deixaram lembranças amargas. Ele pessoalmente reconheceu que acobertou padres que tinham filhos, inclusive seu irmão, já falecido, a quem confiou uma paróquia em Brasília.

Carballo tornou-se conhecido como general dos Franciscanos (OFM) quando foi o responsável pelo maior escândalo econômico entre as comunidades religiosas (prejuízo: € 50 milhões). O assunto - obviamente - nunca foi investigado porque os “liberais” eram os responsáveis por ele.

Na raiz do caso estavam os investimentos ligados a drogas e armas. Carballo não está morando com os franciscanos nas imediações do Vaticano, mas em um luxuoso apartamento no Território do Vaticano (Specola: “por precaução”).

Recentemente, Carballo não teve vergonha de publicar um documento sobre diretrizes para uma boa administração entre comunidades religiosas...

Fotografia: João Braz de Aviz, José Carballo © wikicommons, CC BY-SA, #newsUoxcdwixxp