Clicks220
pt.news
1

Bispos alemães: adultério "não é pecado"; homossexualidade é "normal" e "imutável"

Durante uma consulta sobre "sexualidade humana", que fazia parte do "Caminho Sinodal", um grupo de bispos alemães discutiu na quinta-feira se a proibição da fornicação homossexual e a concepção ainda "estavam vigentes".

Os bispos Koch (Berlim), Bode (Osnabrück), ipolt (Görlitz), Kohlgraf (Mainz) e vários bispos auxiliares participaram da reunião.

De acordo com um comunicado de imprensa de 5 de dezembro, os chamados bispos concluíram que a homossexualidade era uma das "formas normais de predisposição sexual" e que a mesma "não é mutável" através da socialização", "muito menos precisa ser mudada".

Com referência a Amoris Laetitia, eles afirmaram que as relações sexuais de casais divorciados que não estão em um segundo casamento, já não são mais consideradas categoricamente como pecados graves.

Fotografia: © Mazur, CC BY-SA, #newsGgoguszwkq

É claro que, ao rejeitar a doutrina moral da Igreja, essa seita alemã é cismática e apóstata e não está em comunhão com a Igreja Católica fundada por Jesus Cristo.