Clicks135
pt.news

Homilia laica: bispo suíço desaloja sacerdote

O bispo homossexualista Felix Gmür causou transtorno em Kreuzlingen (Suíça).

A paróquia é liderada pelo padre Jan Walentek, um Redentorista polonês que vive com dois confrades poloneses na casa Redentorista da cidade.

Kreuzlingen pertence à chamada "região pastoral". A diocese designou uma assistente pastoral como sua líder, visto que Walentek mostrou modestas habilidades organizacionais. Isso teria transformado o pároco em um "sacerdote colaborador". Os Redentoristas não ficaram felizes com isso.

Além disso, o bispo Gmür ordenou que Walentek permitisse sermões pronunciados por laicos, porque esse é um "costume" na diocese de Basel, o qual contradiz a Lei Canônica. Walentek se recusou.

Um encontro entre o bispo e o superior polonês dos Redentoristas causou uma quebra. O superior decidiu chamar seus sacerdotes. Como consequência, a casa Redentorista de Kreuzlingen provavelmente será fechada.

O conselho paroquial local está bravo com a inabilidade de Gmür para encontrar compromisso. Ele chama a partida dos sacerdotes em julho de 2020 de uma "catástrofe".

Kreuzlingen é uma paróquia-problema. O antecessor de Walentek, monsenhor Alois Jehle, ex-capelão da Guarda Suíça e membro da Cúria Romana, foi retirado da paróquia em 2017 por ser "católico demais".

Fotografia: Gottfried Locher, Felix Gmür, © Sibylle Kathriner, CC BY-NC, #newsNjiqryrzde