Clicks158
pt.news

Viganò: Concílio Vaticano II e o papado se tornaram cavalos de Troia

Há “um cisma interno ao papado”, escreve o arcebispo Viganò em uma carta ao padre Thomas Weinandy (MarcoTosatti.com, 11 de agosto).

Ele explica isso com o fato de que Francisco é o líder de um cismático “segmento da Igreja”, baseado em um “cisma dentro do Magistério” ocorrido no Vaticano II.

Viganò descreve o Vaticano II como um Concílio Ecumênico e, simultaneamente, como o primeiro conciliábulo de “uma Igreja cismática” que se considera “nascida do Vaticano II”. Portanto, o Vaticano II é, na realidade, dois Concílios, afirma Viganò.

Ele explica que os modernistas se referem ao conciliábulo para justificar seus desvios e o compara aos prelados de Francisco que insistem em seguir “a autoridade do Vigário de Cristo” precisamente quando ele age de forma cismática.

Viganò assinala que, desde João XXIII, os papas permitiram coisas que eram “ambiguamente contrárias” à doutrina católica porque essa contrariedade correspondia às suas próprias convicções.

Ele alerta que o Vaticano II e o papado são usados para introduzir um Cavalo de Troia na Igreja, a fim de impedir qualquer forma de crítica legítima.

#newsIqncygtzdj