Clicks36
pt.news

Farsa dos abusos: padre condenado apesar de testemunha-chave contrária

Um tribunal de Toledo, na Espanha, mandou o padre José Luis Galán para a prisão por oito anos e meio por ter “repetidamente agredido sexual, física e psicologicamente” uma adolescente durante 2011-2014, começando quando a menina tinha 16 anos.

Galán era o diretor espiritual da escola onde a garota estudava. De acordo com ElPais.com (28 de julho), ele proclamou sua inocência, mas admitiu manter uma relação sentimental com a mãe da menina, que se divorciou do marido por causa disso.

A acusadora começou a desenvolver anorexia, escreveu suas memórias em um caderno em inglês (!) e tentou cometer suicídio mais de uma dezena de vezes, o que psicólogos relacionaram a “abusos”.

Durante a investigação e o julgamento, a mãe da menina testemunhou contra sua própria filha, sustentando que tanto os abusos que ela relatou quanto as tentativas de suicídio foram parte de uma vingança por ciúme.

#newsGaalzgbyyc